Mais do que um restaurante vegano, o Bonobo é um espaço cultural libertário. O local é todo decorado com peças artísticas com foco no ativismo, possui uma micro-biblioteca, uma ludoteca e também estacionamento para bicicletas.

Os pratos servidos e eventos realizados no Bonobo variam diariamente, por isso recomendamos acompanhar a página deles no Facebook.

E atenção: o Bonobo não aceita cartões de crédito ou débito.

Categorias: Restaurantes

Características: ativista,espaço cultural,prato do dia e vegano

Estabelecimentos Relacionados

(51) 3407.4343

Rua 24 de Outubro, 33 - Moinhos de Vento, Porto Alegre

Segunda a quinta das 12h às 15h e das 18h às 22h; sexta das 12h às 15h e das 18h às 23h; sábado das 12h às 23h.

Hamburgueria vegana localizada no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Leia mais

(62) 3087.9884

R. C-238 - Qd. 554, Lt 11 - Jardim America - Goiânia

Terça a sexta das 11h30 às 14h; sábado a domingo das 11h30 às 15h.

A Loving Hut é a maior cadeia de restaurantes veganos do mundo, com filiais nos Estados Unidos e em diversos países da Europa e da Ásia. Leia mais

(41) 3019.0909

Avenida Munhoz da Rocha, 665 - Juveve, Curitiba

Segunda a quinta das 18h às 23h30; sexta das 18h às 0h30; sábado das 12h às 16h e das 18h às 0h30; domingo das 12h às 16h e das 18h às 23h30.

Restaurante italiano e pizzaria localizado no bairro Cabral, em Curitiba. Possui um amplo cardápio de opções veganas, contendo pizzas, massas e sobremesas. Leia mais

Write a review

Você deve estar conectado para publicar um comentário.

3 Avaliações

  1. SandraFigueira09 Jan
    -
    SandraFigueira

    Comida deliciosa, ambiente super agradável, simples e acolhedor, atendimento amigável. Adoro esse lugar!

  2. Veralice06 Jan
    -
    Veralice

    Um restaurante liberto!

  3. 20 Dec
    -
    Konrad Sauer

    Um dos mais tradicionais restaurantes veganos de Porto Alegre, o Bonobo tem a cara do ativismo, seja pela libertação animal, pelo uso da bicicleta ou pelo feminismo. Até mesmo o seu modo de ser transpira isso: livre das correntes que amarram as tradicionais empresas, o Bonobo não tem medo de não abrir, de mudar o cardápio ou seu modo de funcionamento.
    E se isso tudo não bastasse para recomendar o Bonobo intensamente, a comida servida lá costuma ser maravilhosa, não importa se é um dos pratos do Alan, um dos sushis do Diogo ou um dos hambúrgueres da Val e do Marcelo. Longa vida ao Bonobo!